INFORMAÇÕES:

* Visite o nosso site em: www.folheto.pt

quinta-feira, janeiro 19, 2006

"Ao Encontro do Azul" de Arménio Vasconcelos



Já está nas bancas o novo livro de Arménio Vasconcelos – “Ao Encontro do Azul”, incluído na colecção “25 poemas” da editora Folheto.
Com o número XVI da referida colecção, este livro, com 25 poemas está quase esgotado estando previsto, a curto prazo, a publicação da segunda edição.
Lembramos que o oitavo número desta colecção, “De Leiria Partidos… Em mim Presentes”, também foi da responsabilidade de Arménio Vasconcelos. O livro em causa vai já na sua terceira edição.
Este livro relata, em forma de poesia, uma viagem que o autor fez à Itália, Croácia e Grécia, onde o tema principal é em redor do “Azul” que abunda e invade aqueles países.
Está presente neste livro a força da história e do “Azul” que o Céu partilha com o Mar Mediterrâneo.

1 comentário:

asn disse...

Caro amigo Dr. Arménio Vasconcelos.
Li estes seus poemas, com emoção e com a admiração que lhe é devida.
Recordo os tempos conturbados do imediatamente pós 25 de Abril em que o conheci como "Administrador por parte do Governo" numa empresa em situação difícil e em que eu era o Contabilista. Já falámos várias vezes deste episódio...
A Ilha de Dia, os Deuses da antiga Grécia, à solta, diáfanos, como que nos tocam, e o azul das suas águas envolventes, é qualquer coisa que jamais de podem olvidar. E que dizer do planalto de Kriti e do seu entardecer cheio de luz, intensamente vivido do alto da entrada da gruta de Zeus. De onde vem toda aquela luz do Sol poente, que endeusa aquela planície imensa por entre montanhas, naquele mítico planalto?
Agosto de 2004, depois de uma viagem aérea a ouvir um piloto Grego a falar Inglês do outro Mundo...
Parabéns amigo Dr Arménio. Obrigado pela sua dedicação entusiástica às coisas da Arte...
A Nunes